Taxa de juro real: o que é, como calcular e como interfere nos investimentos?

Conhecer a taxa de juros de um investimento significa entender o quanto ele rende ao longo do período observado. Porém, você não deve desconsiderar os efeitos da inflação. E é para isso que serve a taxa de juro real.

Com esse cálculo, é possível compreender qual é o impacto inflacionário nos seus investimentos e se a performance está de acordo com seus objetivos. Para isso, é necessário aprender como realizar o cálculo.

Neste artigo você saberá como encontrar o juro real de um investimento e como usar a informação na sua tomada de decisão. Confira!

O que é a rentabilidade de um investimento?

Como o conceito de juro real está ligado ao retorno de um investimento, é interessante saber o que é a rentabilidade. Ela consiste no desempenho de um investimento em termos de remuneração.

Quanto maior for a rentabilidade, maior será o crescimento do patrimônio por meio do investimento. Então, investimentos com maior potencial de ganhos são aqueles que apresentam um nível maior de rentabilidade.

O que é a taxa de juro real?

A rentabilidade é chamada também de taxa de juros do investimento — especialmente na renda fixa. Mas os juros mostrados são os nominais. Pensando no desempenho final, é interessante fazer a avaliação da taxa de juros real.

Na prática, esse é um parâmetro que representa a rentabilidade de um ativo ou produto financeiro depois de descontada a taxa de inflação. Como esse componente afeta o poder de compra, o juro real indica o ganho verdadeiro na evolução do patrimônio.

Fique atento para não confundir a taxa de juro real com a rentabilidade líquida de um investimento. Essa segunda alternativa está relacionada ao desconto de todos os custos, incluindo impostos e taxas. Portanto, fornecem avaliações diferentes.

Como calcular o juro real?

Para saber avaliar a taxa de juro real é preciso entender como calculá-la. Você pode usar a seguinte fórmula:

Taxa de juros real = [(1 + taxa de juros nominal)/(1 + taxa de inflação)] – 1

A taxa de inflação é dada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), enquanto a taxa de juros nominal é dada na apresentação do investimento. Ao final, o resultado deve ser multiplicado por 100.

Considere uma situação em que o investimento tem taxa nominal de 7% e a taxa de inflação é de 3%. A taxa de juros real não é dada por uma simples subtração, resultando em 4%. Em vez disso, o valor será:

  • Juros real = [(1 + 0,07)/(1 + 0,04)] – 1
  • Juros real = 0,0288 = 2,88%

Se a taxa for positiva, significa que o investimento rende acima da inflação. O resultado negativo, por sua vez, indica que a rentabilidade não foi capaz de superar a depreciação do dinheiro.

Portanto, é preciso ter atenção em usar a fórmula para garantir que conheça, de fato, qual é o rendimento do investimento.

O que é a taxa de juro nominal?

Como você viu, o cálculo da taxa de juro real tem um componente conhecido como taxa de juros nominal. Esse é outro elemento relevante da avaliação dos juros do investimento e que, portanto, merece sua atenção.

Por definição, a taxa de juros nominal ou aparente é o valor que é divulgado e contratado ao fazer um investimento. Se um emissor afirma que o investimento de renda fixa prefixado rende 6% ao ano, essa é a taxa de juros nominal. Logo, é o rendimento apresentado sem o desconto da inflação.

Como calcular a taxa de juros nominal?

Para encontrar o valor da taxa de juros nominal, há dois caminhos possíveis. O primeiro é conferir a informação oferecida pelo próprio responsável pelo investimento, no caso do emissor de renda fixa.

Na renda variável, a taxa pode ser considerada visualizando o histórico do investimento obtido na forma de retorno. Também há como fazer esse cálculo pela seguinte fórmula:

Taxa de juros nominal = Retorno do investimento / Valor investido inicialmente

Como exemplo, se um rendimento render R$ 500 e o valor investido inicial tiver sido de R$ 12,5 mil, o juro nominal foi de 4%.

Quais as diferenças entre a taxa real e nominal?

Com as informações que você conferiu até aqui, fica claro que a taxa de juros nominal e a taxa de juros real são bem diferentes. O ponto principal está nas informações que cada uma fornece.

A primeira representa o valor contratado junto à instituição emissora do investimento. É o quanto se espera ter, ao total, com a realização do investimento.

Já a taxa de juros real desconta a perda do valor do dinheiro ao longo do tempo. Então, indica o quanto o investimento rende em relação à inflação. Assim, com essa taxa você sabe se foi possível vencer a desvalorização do dinheiro e a perda do poder de compra.

Por que é importante conhecer essas taxas?

Talvez você esteja se perguntando por que é tão relevante entender esses conceitos e o que eles representam. O fato é que o conhecimento sobre taxa de juros real e nominal é importante para auxiliar a sua tomada de decisão sobre os investimentos.

Sabendo quais são essas taxas, você consegue saber qual é a rentabilidade verdadeira do investimento. Além disso, é possível usar os resultados para comparar investimentos de risco semelhante e encontrar o que se comporta melhor em relação à inflação.

A avaliação é igualmente relevante para não correr o risco de investir e ver seu capital perder valor por não render acima da inflação. Em vez de apenas confiar na taxa nominal contratada, o cálculo da taxa real faz a diferença para ter um entendimento amplo e concreto do desempenho.

Portanto, vale a pena conhecer essas taxas se você quiser tomar decisões melhores na hora de escolher os investimentos e alocar seus recursos. Lembre-se, ainda, que a rentabilidade não é o único critério. Avalie também os riscos e a liquidez.

Agora que você sabe o que é a taxa de juro real e como calculá-la, é fundamental usá-la nas suas escolhas de investimentos. Assim, terá a chance de montar sua carteira de maneira mais vantajosa, protegendo-se da inflação.

Quer expandir seus conhecimentos sobre o mundo dos investimentos? Assine nossa newsletter e acompanhe as novidades!

One thought on “Taxa de juro real: o que é, como calcular e como interfere nos investimentos?

  • Junho 6, 2021 at 5:52 pm
    Permalink

    Neste momento, caso tomemos as projecoes de inflacao dos analistas economicos que preenchem o Boletim Focus do BCB, o Brasil adentrou o terreno do juro real negativo, seguido os passos de alguns pares da America Latina. Entretanto, caso utilizemos a inflacao implicita oriunda das negociacoes dos titulos publicos em mercado, a taxa de juros real

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *