Você sabe quais são as maiores economias do mundo? Descubra agora!

Todos os anos, as agências de classificação divulgam um ranking com as maiores economias do mundo. A lista é muito importante, pois apresenta dados consolidados que podem afetar não apenas os países, mas também a maneira como você investe e alcança resultados.

Nesse sentido, é fundamental conhecer as posições e também ir além delas. Assim, você pode entender como isso impacta a economia mundial, quais são os efeitos nas bolsas de valores e como encontrar oportunidades de investimento.

Já que esses dados são tão relevantes, saiba quais são as maiores economias do planeta e veja uma breve análise sobre elas!

Quais são as maiores economias do mundo?

De acordo com as informações econômicas consolidadas pelos países, é possível classificá-los em termos de tamanho e relevância. O dado mais usado é o Produto Interno Bruto (PIB), que consiste na soma de todas as riquezas geradas pelo país no período de um ano.

Com base nele, podemos conhecer a prévia do ranking das maiores economias do mundo em 2021. A seguir, veja como ficou a classificação:

1°: Estados Unidos

2°: China

3°: Japão

4°: Alemanha

5°: França

6°: Reino Unido

7°: Índia

8°: Itália

9°: Canadá

10°: Coréia

No centro de uma disputa comercial intensificada em 2020, Estados Unidos e China continuam a se consolidar como os principais players mundiais.

O restante das primeiras posições se manteve relativamente igual, em relação ao ranking de 2020. A diferença principal é que o Reino Unido passou de 6º para 5º lugar, derrubando uma posição da Índia. As maiores mudanças estão no final da tabela, como falaremos adiante.

Todos esses resultados já consideram a queda no desempenho dos países devido à pandemia do novo coronavírus. Na verdade, apenas a China teve um crescimento de 2,3%. Já os Estados Unidos tiveram uma perda anual de 3,5%, enquanto o Japão lidou com uma perda de 4,8%.

Como essas economias impactam outros países?

Por conta das relações econômicas e geopolíticas, as maiores economias do mundo possuem impacto direto umas sobre as outras. Também impactam diretamente países emergentes e subdesenvolvidos.

Isso ocorre porque as principais situações econômicas se refletem em questões como demanda, investimentos e confiança global. Os Estados Unidos, por exemplo, têm o maior mercado de capitais do mundo.

Além disso, o dólar é considerado uma moeda de referência e de segurança. Então, o que acontece no país e em sua economia afeta todo o planeta. Por exemplo, o aumento da taxa de juros norte-americana pode reduzir o número de investidores estrangeiros em países como o Brasil.

Já se as bolsas de valores americanas caem, outras pelo mundo costumam seguir a tendência — incluindo a brasileira. Afinal, pode significar que o mercado está passando por uma instabilidade ou mesmo uma crise.

Para entender a importância da economia dos EUA, vale lembrar que a crise do mercado imobiliário de 2008 levou à falência diversos bancos locais. Embora fosse um problema interno, o mundo inteiro passou por uma crise econômica na época.

A China, como segunda maior economia, também gera impactos em outros países. No caso do Brasil, que tem o país asiático como grande parceiro comercial, isso é ainda mais relevante.

Os chineses são grandes importadores de commodities, como produtos agro e minério. Se a indústria chinesa passa por dificuldades, a demanda de importação cai. Para o Brasil, significa menos receita — o que pode impactar o PIB.

É por isso que, além de observar o desenvolvimento da própria economia, é preciso manter a atenção quanto a outros países.

Por que conhecer os maiores países do mundo em termos econômicos?

Saber que as economias causam impactos umas sobre as outras já demonstra por que é importante dar atenção a elas. No entanto, para quem investe é ainda mais relevante acompanhar as informações. Afinal, os efeitos econômicos podem afetar sua carteira.

Se a situação indicar uma alta do dólar, por exemplo, é possível que a bolsa brasileira recue. Por isso, pode ser importante buscar operações que façam a proteção da carteira de investimentos — como no mercado futuro ou mesmo no mercado à vista, por meio das operações estruturadas. A diversificação também atende a esse objetivo.

Já se o mercado acionário dos Estados Unidos estiver em alta, por exemplo, pode valer a pena investir em empresas do país. Seja diretamente nas bolsas de lá ou pela própria B3 no Brasil, pode haver oportunidades para quem deseja investir no exterior.

De qualquer forma, quanto mais você entender sobre a situação econômica e o panorama global, maiores serão as suas chances de orientar sua estratégia de investimento. De acordo com cada cenário, também é possível buscar oportunidades de lucro — e proteger seu portfólio.

Quem opta por especular, como fazer day trade, pode também explorar movimentos dos mercados das maiores economias do mundo para obter ganhos, por exemplo. Dependendo dos ativos e derivativos escolhidos para operar, o entendimento sobre o mercado externo pode ajudar na tomada de decisão.

Como o Brasil está entre as maiores economias do planeta?

Quando falamos no ranking de maiores economias do mundo, vale a pena saber como o Brasil tem se posicionado. Em 2011, o país ocupava a 7ª posição entre as maiores economias.

No mesmo ano foram feitas projeções de que o Brasil ultrapassaria o Reino Unido e chegaria ao 6º lugar. Mas a previsão não se concretizou e o 7º lugar foi mantido por algum tempo. No entanto, o país chegou a cair no ranking e mesmo sair dele.

Pela prévia do ranking de 2021, nosso país passou da 9ª posição para o 12º lugar. A expectativa é que Coréia, Canadá e Rússia ultrapassem o PIB brasileiro, fazendo com que o Brasil fique de fora da lista das maiores economias do planeta.

A queda de colocações não se deve apenas à crise sanitária, mas também às dificuldades internas. Por exemplo, aos os desafios da indústria, instabilidade política, insegurança jurídica, a queda no consumo, a falta de confiança fiscal e a saída de investidores estrangeiros. Para quem investe, isso merece atenção redobrada.

Vale lembrar, no entanto, que crises podem abrir espaço para oportunidades. Inclusive nos investimentos — como você viu neste post. Então vale a pena seguir acompanhando a movimentação das maiores economias do mundo – especialmente do Brasil —e manter sempre seu plano de investimentos, independente dos cenários.

Percebeu como conhecer as maiores economias do mundo é essencial para investir com mais consciência? Assim, você pode ter uma visão panorâmica dos mercados mundiais. E, sabendo como os resultados de outros países afetam as oportunidades, sua estratégia poderá ser favorecida!

Aproveite para ter cada vez mais informações sobre o mercado financeiro e seus caminhos. Assine nossa newsletter e receba tudo em sua caixa de entrada!

André Barbirato

Formado em marketing, encontrou no mercado financeiro sua verdadeira vocação. Possui certificação ANCORD e mais de 8 anos de experiência no mercado de capitais. Atualmente é sócio de um escritório de investimentos e head de mesa de renda variável. É também o criador do blog Eu Posso Investir!?.

Um comentário em “Você sabe quais são as maiores economias do mundo? Descubra agora!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *