O que é FIC: conheça o fundo de investimento em cotas!

O fundo de investimento é uma modalidade coletiva, em que há como obter uma alocação de recursos variada com apenas uma compra. Mas você sabe o que é FIC e como ele pode fortalecer a diversificação?

Os chamados fundos de cotas trazem a alternativa de investir em outros fundos de uma só vez, expondo seu capital a um risco diversificado. Caso você considere interessante, é preciso conhecer as características dele para ter a certeza de que é uma escolha que vale a pena.

Para explorar a possibilidade, conheça os FICs e entenda como eles funcionam!

O que é FIC?

Começar a compreender essa opção passa por saber que o FIC é a sigla para fundo de investimento em cotas. Frequentemente, as modalidades desse tipo também são chamadas de fundos de fundos.

Ou seja, são veículos coletivos que não focam em adquirir ativos como ações, títulos ou certificados. Em vez disso, a intenção é comprar cotas de outros fundos de investimento, obtendo participação em seus resultados.

Como ele funciona?

Saber o que é FIC também exige entender melhor como é seu funcionamento e quais são os pontos de atenção. Para o investidor, o funcionamento tem início na aquisição de cotas de participação na modalidade coletiva.

A diferença para outras alternativas é que a prioridade de alocação dos recursos é na aquisição de cotas de outros fundos. Portanto, o FIC se torna um investidor desses fundos e pode acessar a parte proporcional dos resultados.

O rendimento do FIC depende da valorização das cotas que ele adquire. Por sua vez, as cotas dos fundos se valorizam com o desempenho positivo dos ativos. Então, os investimentos são amplamente relacionados.

Quais são os tipos de FICs disponíveis?

Agora que você entende quais são as principais características dos FICs, vale a pena saber que há diversos tipos de fundos de investimento em cotas. Tudo depende de quais são as cotas prioritárias para a aquisição.

A seguir, veja quais são os principais!

FIC de ações

Os fundos de ações (FIA) investem prioritariamente em ações, opções, direitos de subscrição e outros ativos ligados ao mercado acionário. Então, para saber o que é um FIC FIA, você deve considerar que é um fundo que prioriza a aquisição de cotas de fundos de ações.

Contudo, essa não é a única possibilidade. O FIC de ações ainda pode estar ligado a um fundo de índice (ETF) que invista em ações. Os ETFs são fundos que investem de acordo com índices — que podem ser ações ou outros mercados.

FIC imobiliário

Entre os fundos de investimento imobiliário (FII), também é possível encontrar alternativas de FIC. Na verdade, os fundos de fundos imobiliários são um dos três tipos de investimento em FII.

Os outros dois tipos são os fundos de papel (que investem em títulos ligados ao mercado imobiliário) e os de tijolo (que investem em imóveis físicos). Sendo assim, um FIC de FII investe em cotas de outros fundos imobiliários.

FIC multimercado

Depois de conhecer o FIC FIA e o FIC FII, vale a pena saber o que é FIC FIM — sigla para fundos de investimentos multimercados. Ao contrário dos outros tipos, os FIMs não seguem regras específicas de estratégia para a alocação de recursos.

Assim, podem investir tanto em fundos de renda variável quanto em fundos de renda fixa, com proporções que variam com o nível de risco assumido. Um FIC FIM, portanto, é composto por cotas de diferentes fundos multimercados.

Quais são as vantagens dos fundos de fundos?

Saber o que é FIC e como o investimento em fundo de investimento em cotas funciona também envolve conhecer suas vantagens. Um dos pontos mais fortes inclui o potencial de diversificação da carteira de investimentos.

Com a compra de cotas de um só fundo é possível expor seu capital a uma grande quantidade de ativos. Se um FIC investir nas cotas de 5 fundos diferentes e cada fundo investir em 10 ativos, por exemplo, seu dinheiro estará exposto a 50 ativos simultaneamente.

Isso ajuda a diminuir o risco geral da carteira e pode potencializar os ganhos. Em especial, é uma forma de reduzir a concentração de investimento em poucos ativos. Dessa forma, um resultado negativo passa a ter menos impacto.

Como resultado, também é uma modalidade que costuma ter custo mais acessível. Desconsiderando taxas e impostos, é mais barato fazer apenas uma operação do que realizar todas as compras individualmente.

Além disso, o FIC potencializa um benefício que faz parte de praticamente todo tipo de fundo: a praticidade. Como as decisões são tomadas e as operações são realizadas por um gestor profissional, não é preciso se preocupar em analisar ou executar as escolhas.

Quais são as desvantagens?

Apesar de os melhores fundos de fundos apresentarem aspectos positivos, também é necessário estar ciente de que existem desvantagens. Primeiramente, os fundos podem encarar riscos de crédito, de mercado e liquidez relacionados a seus ativos.

Ainda que ajude, a ampla diversificação também pode reduzir o potencial de participação em cada alternativa. Assim, se uma ação passar por uma alta considerável, por exemplo, é provável que o movimento se reflita pouco no FIC, devido ao impacto dos ativos das diversas cotas.

Além disso, outra desvantagem é que alguns FIC podem ter um investimento mínimo exigido muito elevado. Quanto melhor for o potencial de ganhos, maiores tendem a ser os riscos, o que aumenta as chances de ele ser direcionado a investidores qualificados ou profissionais.

Para quem os FICs podem ser indicados?

Após saber o que é FIC e ponderar pontos positivos e negativos, é possível avaliar se essa escolha faz sentido para você. Como os FICs principais são de renda variável, é importante que o seu perfil de investidor seja consistente com esse tipo de investimento.

Os seus objetivos também devem ser avaliados. Em relação aos ativos mais arriscados, por exemplo, o investimento em longo prazo é desejável para que haja menos exposição à volatilidade nos resultados.

Caso seu perfil e objetivos combinem com o investimento, os fundos de fundos costumam ser indicados para quem busca diversificar a carteira de investimentos com praticidade e economia. Porém, é fundamental realizar uma análise criteriosa para encontrar os melhores do mercado.

Agora que já sabe o que é FIC, você pode optar por esses fundos de investimento em cotas para diversificar a carteira. Mas tenha atenção com a análise para escolher uma alternativa que seja consistente com seus objetivos e interesses.

Quer expandir seus conhecimentos sobre o mercado financeiro e acompanhar as novidades? Assine nossa newsletter e receba tudo em sua caixa de entrada!

André Barbirato

Formado em marketing, encontrou no mercado financeiro sua verdadeira vocação. Possui certificação ANCORD e mais de 8 anos de experiência no mercado de capitais. Atualmente é sócio de um escritório de investimentos e head de mesa de renda variável. É também o criador do blog Eu Posso Investir!?.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *