Risco Brasil: o que é, qual sua importância e como acompanhar o indicador hoje

O investimento feito por investidores estrangeiros no Brasil tem grande importância para a economia brasileira e seus indicadores. Porém, a capacidade de captar recursos externos depende de um índice conhecido como Risco Brasil.

Ele é muito utilizado para a tomada de decisão e ajuda a indicar se adquirir títulos brasileiros é uma alternativa segura ou se tem riscos elevados. Como o resultado impacta toda a economia e sua estrutura, é fundamental conhecê-lo.

Por isso, veja como se dá a composição e a divulgação do Risco Brasil e entenda quais são os efeitos dessa avaliação!

O que é Risco Brasil?

Todo investimento apresenta riscos e não é diferente quando investidores estrangeiros adquirem títulos de um país. No processo de avaliação de risco de crédito para escolher onde alocar os recursos, as pessoas podem utilizar o chamado risco-país.

Esse é um indicador que mostra a confiança do mercado na capacidade de um país honrar seus compromissos financeiros. O Risco Brasil, portanto, é a versão específica do risco-país relacionado ao ambiente nacional.

Para que serve o Risco Brasil?

Como você viu, o Risco Brasil é um dos principais indicadores financeiros sobre investimentos. Na prática, ele serve para apontar quais são as probabilidades de o Governo Brasileiro dar calote nos investidores que adquirem títulos.

Sua incidência ocorre sobre um título de dívida que é conhecido como título soberano. Essa alternativa é emitida pelo Tesouro Nacional em dólares e com longo prazo, servindo para captar capital estrangeiro.

Porém, condições econômicas, políticas, fiscais e sociais podem fazer com que o país não consiga arcar com a dívida pública. Como consequência, os títulos desse tipo poderiam sofrer calote e os investidores teriam prejuízos.

Para continuar atraindo capital, mesmo sendo mais arriscado, é natural que, quanto maior for o Risco Brasil, maior seja a remuneração oferecida no pagamento dos títulos. Afinal, maior é a probabilidade de o pagamento não ocorrer.

Qual a importância do conceito?

A importância do Risco Brasil está relacionada ao impacto que ele pode causar em diversas áreas. Já vimos que, para os investidores estrangeiros, ele serve como base para a decisão de investimento. Eles fazem uma análise de risco e retorno para optar por mercados mais seguros ou mais arriscados.

Mas como isso afeta os brasileiros? Dependendo do cenário do Risco Brasil, pode ocorrer a saída de capital estrangeiro em massa. Isso gera impactos não apenas para o Governo, mas para todo o Sistema Financeiro Nacional e para a economia.

Por exemplo, a situação pode fazer com que o dólar aumente de preço, já que há menor circulação no país. Também há menos negociações de títulos, o que reduz sua liquidez, já que existem menos interessados na compra. Como consequência, a situação econômica pode sofrer impacto negativo.

Isso interfere diretamente na sociedade e na vida das pessoas, pois pode motivar uma mudança de política monetária do Banco Central, por exemplo. Pode ocorrer aumento de juros e elevação dos preços, principalmente pela dolarização atrelada ao país.

Para os investidores internos, o Risco Brasil também afeta o desempenho da bolsa de valores, que pode sofrer quedas com a saída de investidores. Portanto, um resultado menor nesse cálculo tende a ser positivo para o país e os moradores locais.

Como o Risco Brasil é calculado?

Para entender como o Risco Brasil é calculado, é possível utilizar como exemplo uma avaliação comum de investimento. Antes de alocar seus recursos, você provavelmente analisa a situação do emissor do título, certo? Assim, pode analisar o risco de crédito envolvido.

Também é comum recorrer ao rating de títulos. Esse é um processo de avaliação de risco, considerando diversos critérios, que permite classificar os investimentos. A partir dele, é possível definir se vale a pena investir ou se a escolha é muito arriscada, por exemplo.

O Risco Brasil também é calculado por rating. As principais agências do mercado (Moody’s, Standard & Poor’s e Fitch Rating) fazem a análise dos títulos soberanos de diversos países e oferecem uma nota de classificação.

O Risco Brasil, então, pode estar no grau de investimento (menos arriscado) ou no grau especulativo (mais arriscado). Como exemplo, o rating da Fitch em 2020 chegou a BB-, o que indica um Risco Brasil elevado.

O indicador também pode ser calculado por outras metodologias, como a análise de spread entre o retorno dos títulos soberanos brasileiros e títulos considerados de risco zero, como os emitidos pelos Estados Unidos. Quanto maior for o spread e a remuneração, maior é o risco associado.

Na maioria das metodologias, são incluídos fatores que interferem na estabilidade financeira. Então, questões políticas, econômicas, sociais e internacionais afetam diretamente o cálculo.

A atuação do Banco Central sobre a política monetária, por exemplo, tem importância, mas também será considerada uma crise política ou institucional instaurada. No geral, o resultado é maior quanto mais instável se mostrar o cenário ou quanto piores forem as perspectivas.

Como o Risco Brasil é divulgado?

Para conhecer o risco que o Brasil apresenta para investidores estrangeiros é possível ter como base canais oficiais do Governo e também os veículos de imprensa.

Normalmente, jornais de grande alcance apresentam essas informações, conforme as avaliações são divulgadas pelas agências. Ainda é interessante verificar os dados em veículos especializados em economia e investimentos.

Como acompanhar esse indicador?

Para entender qual é o risco de investimento no Brasil, é importante acompanhar a evolução dessa classificação. Na prática, é possível utilizar o Ipeadata, que reúne dados macroeconômicos e, entre eles, traz um histórico do Risco Brasil.

Ele também apresenta o valor atualizado a cada dia. Com essas informações, pode-se reconhecer a situação econômica do Brasil, em termos de riscos para os investidores. Assim, você consegue utilizar essa informação para entender os impactos dela na sua rotina e nos seus investimentos.

Como você viu, o Risco Brasil é usado principalmente pelos investidores estrangeiros, pois demonstra a expectativa de o Governo brasileiro honrar seus compromissos financeiros. Mas o acompanhamento e a análise do indicador também permitem avaliar a situação econômica do país.

Quer conhecer outros conceitos importantes do mercado financeiro? Assine nossa newsletter e receba as publicações em sua caixa de entrada!

André Barbirato

Formado em marketing, encontrou no mercado financeiro sua verdadeira vocação. Possui certificação ANCORD e mais de 8 anos de experiência no mercado de capitais. Atualmente é sócio de um escritório de investimentos e head de mesa de renda variável. É também o criador do blog Eu Posso Investir!?.

Um comentário em “Risco Brasil: o que é, qual sua importância e como acompanhar o indicador hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *